História
Castro é um lugar fortificado da época romana e pré romana, na Península Ibérica. A ocupação do Castro de Chibanes, remonta às idades do Cobre e Bronze antigo. Localizado no cimo da Serra do Louro, em Palmela e inserido no Parque Natural da Arrábida, do sítio avistam-se os estuários do Tejo e Sado, para além de todo o Vale de Barris. As boas condições naturais de defesa do sítio de Chibanes foram reforçadas pela construção de fortificações, durante a ocupação pré-histórica e, de uma fortificação complexa, com muralhas, torres e baluartes durante as Idades do Ferro II e III. O Castro de Chibanes Tinto surge da ideia de partilhar e dar a conhecer o património arqueológico da Região.
Harmonização
Um vinho ideal para acompanhar pratos de carne gorda, bacalhau e polvo à lagareiro. Boa combinação também com queijos “duros”, tipo da ilha ou grana, emmental, gruyère, etc.
Temperatura de Serviço: Entre 16ºC e 18ºC
Notas do Enólogo
Apresenta uma cor granada intensa. No aroma um bouquet complexo onde as notas de frutos silvestres, compota e especiarias estão bem integradas com as notas tostadas da madeira. Na boca apresenta um sabor macio, com boa estrutura e taninos aveludados, uma acidez equilibrada e viva, confirmando os aromas. Tem volume e corpo num conjunto elegante e atrativo com taninos macios e bem limados. Final de prova longo, persistente e guloso onde sobressaem as notas de chocolate negro. Apetência gastronómica notável.
Prémios
  • Arribe Ouro
  • Arribe Ouro em Feminino